Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

A acontecer

Contratação

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

No dia 9 de maio, os alunos do 7º ano foram a Matosinhos para assistirem à representação da peça de teatro "Leandro, rei de Helíria", escrita por Alice Vieira, num espetáculo da responsabilidade da Companhia de Teatro “O Sonho”.

Segundo a Eduarda e a Beatriz da turma 7º2, “a história conta que, há muito tempo, havia um rei que tinha três filhas. A mais velha Amarílis, a do meio Hortência e a mais nova Violeta. Certo dia, o rei decidiu passar o reino para as mãos da filha que demonstrasse mais amor por si. Assim que começou o interrogatório, Amarílis disse que o amava mais que o sol que a iluminava. Hortência disse que o amava mais do que o ar que respirava e, por fim, Violeta, encavacada por não conseguir falar como suas irmãs, disse que o amava tanto como a comida precisa de sal. O pai, furioso com tal comparação, expulsou-a do palácio e disse que Violeta deixara de ser sua filha. Devastada, Violeta abandonou o palácio e dirigiu-se ao reino do seu noivo. O rei, ainda triste, mandou dividir o reino em duas partes, dando o norte à sua filha mais velha e o sul à do meio. Passado algum tempo, o rei foi abandonado pelas suas próprias filhas e começou uma jornada de errância pelos caminhos da vida com o seu fiel bobo. Já cego, chegaram a um reino indicado por um pastor que encontraram pelo caminho. Lá, foram recebidos com um grande banquete ordenado pela rainha. O rei odiou a comida. Farto daquilo, dirigiu-se à rainha furioso. Ela informou-o que a comida apenas não tinha sal e logo ele reparou que se tratava de Violeta. Arrependido do mal que lhe causou, pediu-lhe perdão e, reconciliados, deram um forte abraço, ficando felizes.”
Os alunos gostaram da peça, pois era divertida, acompanhada por músicas e com uma mensagem muito positiva. Trouxeram a mensagem que errar é humano e que devemos perdoar acima de tudo.
No fim do espetáculo, havia o sentimento comum de que a Companhia de Teatro «O Sonho» nos tinha proporcionado bons momentos de teatro, proporcionando aos alunos conhecimentos acerca das sociedades, costumes e valores humanos.

Participe! 


(conheça o programa clicando na imagem)
Abordando uma temática que é de grande relevância no atual contexto da evolução do sistema educativo, é importante a participação de toda a comunidade educativa para o processo de melhoria do serviço que prestamos.

I-City em Badajoz 

O i-City leva mais 8 alunos
a intercâmbio com escolas
de Espanha, Itália, Turquia,
Roménia e Inglaterra,
entre 12 e 18 de Maio.

Na construção da cidade virtual, vão estudar-se as necessidades e o fornecimento dos recursos necessários e as fontes de energia a explorar.

RESUMO DO DIÁRIO

Dia 12
Viagem de avião até Lisboa onde se encontraram com os outros parceiros para a viagem de autocarro até Badajoz.

Dia 13
Organização, trabalho de grupo e conhecimento da cidade.

Dia 14
A passear (Barcarrota) e a jogar (outdoor e energias renováveis) também se aprende.

Dia 15
Continuando a construção da cidade virtual e explorando os trabalho dos diferentes grupos (entre os quais o do AEG - na foto)

Dia 16
Um pézinho em Portugal: exploração da barragem do Alqueva e respetiva albufeira - Energia Hidroelétrica.

Dia 17
Ouvindo os investigadores das fontes de energia renováveis, na Universidade da Extremadura.

ACOMPANHA CLICANDO AQUI

O AEG participou no concurso "Escola Alerta 2019"

Veja aqui (clique abaixo):

- a memória descritiva;

- o trabalho realizado.

Porque não se vota?! 

O Clube Europeu AEG, convidou uma amostra dos eleitores residentes da comunidade envolvente a responder a um questionário para apurar as taxas da eventual participação nestas eleições

Conheça aqui os resultados.

Revista PAA 

revista2017 2018

Login

Online 

Temos 68 visitantes e 0 membros em linha

Scroll to top