Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

A acontecer

Contratação

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

i city mar2019Entre os dias 10 e 16 de março fomos visitados pelas equipas das escolas parceiras no Projeto Erasmus+ i-City para o 2.º intercâmbio escolar de curta duração, que corresponde à segunda fase da construção da cidade i-City deste projeto bianual que será concluído no final do ano letivo de 2019-2020.

Os nossos parceiros do Projeto Erasmus+ i-City de Itália (Roma), de Espanha (Badajoz), da Turquia (Izmir), da Roménia (Braila) e da Grã-Bretanha (Stroud) estiveram em Gondifelos para as atividades da segunda fase do projeto, sobre Alimentação e Habitação.
Após a chegada de quarenta alunos e uma dezena de professores das várias escolas ao longo do domingo, na segunda-feira deu-se o pontapé de saída para as atividades da semana, para além da receção e certificação dos participantes, com uma exploração lúdica dos diferentes espaços da nossa escola pelos grupos de trabalho que foram, entretanto, formados. Este também foi o dia em que se iniciaram os trabalham que deram continuidade à primeira fase que decorreu em Roma no passado mês de novembro. Fez, por isso, sentido revisitar e sistematizar conceitos relacionados com os parâmetros do design urbano e aprender a utilizar uma ferramenta digital em que estes são calculados em função da cidade que os grupos de trabalho idealizarão. Para isso contamos com a preciosa colaboração do David Picellin, um consultor que complementa o trabalho desenvolvido pelo grupo de professores do projeto. Culminou-se a manhã com o treino de competências TIC, mais concretamente na criação de modelos 3D com o SketchUp. Momentos semelhantes tiveram lugar ao longo da semana com diferentes grupos de alunos.
A tarde foi passada no exterior, à semelhança do que foi planeado para estes cinco dias do intercâmbio. Pouco após o almoço, partiram numa caminhada que os levou numa viagem de 3000 anos pela história de Gondifelos, procurando sempre valorizar os testemunhos associados à fixação da população e às respostas dadas ao longo dos tempos em termos de habitação e alimentação a uma população em mudança. Essa caminhada levou-os finalmente a uma vacaria, onde, com a ajuda de um nutricionista e de uma veterinária, aprenderam mais sobre os seus animais e a exploração de leite, neste caso de vaca, leite esse que puderam apreciar na degustação do delicioso iogurte natural produzido nessa propriedade. Ainda houve tempo para uma sessão de show-cooking com a Masterchef famalicense Lígia Santos, que fez a demostração da preparação de um prato vegetariano, que não só é mais saudável mas que respeita uma dieta que constitui uma solução para a redução da nossa pegada ecológica, crucial para a criação de um futuro sustentável.O primeiro dia foi encerrado com uma festa de boas-vindas que incluiu para além de um jantar partilhado que incluiu os apetitosos contributos das famílias anfitriãs, com que puderam apreciar a gastronomia local, momentos musicais com o Grupo de Cavaquinhos do Centro de Lazer de Viatodos.
A terça de manhã foi sobretudo dedicada ao subtema Alimentação centrando-se em apresentações e momentos de discussão e reflexão sobre exigências nutricionais de uma população de perfil misto (Roménia), produção alimentar e provisionamento de uma dada população (Espanha) e transporte e distribuição dos alimentos (Reino Unido), conducentes a conclusões úteis para a conceção da i-City.
Em coerência com o tema desta fase, a tarde de terça-feira foi preenchida com a breve visita às instalações da empresa Lourofood/Lactilouro para se conhecer o processo de fabrico de uma variedade de queijos. Tiveram também a oportunidade de visitar a Residência Pratinha, um exemplo de sucesso de solução habitacional para seniores, um grupo etário importante e em crescimento. O dia terminou com uma breve ida à praia na cidade de Póvoa de Varzim.
O dia de quarta-feira foi passada no Porto. Começamos com uma viagem de cruzeiro pelas seis pontes do Rio Douro, seguida de uma visita às Caves Calem. Após o almoço na margem de Gaia, encetamos uma visita guiada pelo centro histórico da cidade que nos levou do Terreiro da Sé de volta à Ribeira, e na qual aprendemos sobre a história da fixação da população ao longo dos séculos e os momentos decisivos no desenvolvimento urbano e crescimento da Invicta.
A manhã de quinta seguiu os procedimentos de trabalho da de terça, mas desta vez sobre Habitação com enfoque nos perfis e necessidades de uma população de densidade variável (Turquia), perfis e necessidades de grupos diferentes faixas etárias (Portugal) e design e novos materiais (Itália). A tarde foi passada em Vila Nova de Famalicão: Respeitando um dos objetivos do projeto, os alunos e professores foram recebidos na Casa da Juventude por representantes da Câmara Municipal que responderam a perguntas relacionadas com Alimentação e Habitação, pensadas e registadas pelos diversos grupos nos diferentes momentos de trabalho desta semana. Daqui partimos para um peddy paper pela cidade que permitiu explorar e conhecer o seu centro histórico, visitar e explorar o complexo habitacional do Centro das Lameiras e as Hortas Comunitárias municipais. Todos os grupos puderam ainda assistir e participar numa workshop para aprenderem a fazer pão de bolota, cuja prova todos apreciaram.
A manhã do dia de sexta foi dedicada à apresentação e análise das conclusões reunidas ao longo da semana pelos diferentes grupos, que por sua vez foram transpostas para planos bidimensionais que incluíam e dispunham os equipamentos urbanos necessários para responder às necessidades da população da cidade i-City em termos de Alimentação e de Habitação. Finalmente, elementos dos diferentes grupos criaram versões 3D simplificadas destes esboços. Para culminar e relembrar os conhecimentos de uma semana de trabalho árduo, os alunos usaram os “quantos queres” feitos na atividade de exploração dos espaços da escola de segunda-feira para produzir um questionário “interativo” com as perguntas e respostas que foram registando ao longo das manhãs de trabalho.
A tarde do último dia foi passada entre momentos de descanso merecido, após uma intensa semana de trabalho, e os ensaios dos números do espetáculo de talentos que integrou a festa de despedida. Foi um novo momento de convívio e partilha entre as famílias anfitriãs, os alunos e os professores, e de despedidas e emoções que se repetiram no dia seguinte antes das partidas dos alunos e professores que nos visitaram e fizeram parte do nosso dia-a-dia durante uma semana.
Deixamos aqui o mais profundo agradecimento por todo o apoio dado pela Direção do nosso Agrupamento de escolas, pela colaboração de vários dos nossos professores nos diferentes momentos do programa, pela insubstituível ajuda dos nossos auxiliares de ação educativa e pela enorme generosidade e carinho com que as nossas famílias anfitriãs acolheram e cuidaram dos alunos visitantes. Um sentido bem-haja a todos.
Já não falta muito para o intercâmbio escolar que se segue. Em breve partiremos para Badajoz, Espanha, para a terceira fase do projeto, Recursos e Fontes de Energia, que decorrerá entre os dias 13 e 17 de maio.

A coordenadora AEG do Projeto Erasmus+ i-City
Silvina Ferreira

 

Recomendações da DGC
(PF clique na imagem)

Links Educativos 

 

RoteiroMinas1

 

 

 

metis

JuventudeCMVNF

 

FundacaoJuventude

 

 

 

 

 

 

Quadros de Honra 

Conheça os alunos do Quadro de Honra de cada ano letivo

Revista PAA 

revista2017 2018

Login

Online 

Temos 85 visitantes e 0 membros em linha

Scroll to top