Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

A acontecer

Contratação

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

direitoshumanos2017A Educação para os Direitos Humanos é uma das temáticas do projeto internacional “School of Active Citizens” dinamizado em parceria pelo Agrupamento de Escolas de Gondifelos e pela associação YUPI.

Foi lançado um desafio aos diretores de turma do 7º ao 9º ano e, desde o início do ano letivo, 5 turmas aderiram com sucesso ao programa de Educação para os Direitos Humanos, com 6 sessões dinâmicas e pedagógicas sobre o tema dos Direitos Humanos, com base em educação não formal.

Idealizadas pela associação YUPI, as sessões exploraram temas como Identidade, Diversidade, a Convenção Universal dos Direitos Humanos e os dilemas e privações no acesso a direitos humanos pelo mundo inteiro. Através de dinâmicas de educação não formal, o entendimento de conceitos como estereótipos, discriminação e preconceitos, assim como as diferenças entre género, sexo e orientação sexual ficaram mais esclarecidos – tudo com o objetivo de informar, sensibilizar e preparar os jovens e as jovens para serem mais conhecedores dos seus direitos, no respeito pela diversidade e dos direitos dos outros e outras.

Os direitos das mulheres e a discriminação com base no género foi um dos temas destacado deste programa, com o objetivo de que os alunos possam interpretar sinais e alertas de desigualdade com base no género e possam ser ativos na defesa dos direitos humanos.

Para culminar este programa, celebrou-se a Semana dos Direitos da Criança com início a 20 de novembro (dia internacional dos direitos das crianças), através de uma Teia gigante dos direitos das crianças colocada no átrio de entrada da escola, onde todos os 40 direitos da Convenção Universal dos Direitos das Crianças estavam expostos e eram conhecidos através de casos reais de crianças e jovens de todo o mundo, diariamente revelados e com o apoio da CNASTi (Confederação Nacional de Ação sobre o Trabalho Infantil).

A teia foi o palco para se conhecer a vida do Ibrahim (uma criança síria refugiada), da Laura (uma criança portuguesa que aparentemente tem tudo garantido, mas sente falta de companhia dos pais), da Marcela (uma criança que se move em cadeira de rodas e sente uma certa discriminação por não ser nativa do país onde vive), do Ishmael (um menino soldado resgatado da sua aldeia para o seu próprio interesse e sobrevivência) e por último da Malala (uma jovem que lutou pela vida e conseguiu, através da sua ação constante, promover o direito à educação no seu país, o Paquistão).

Estas histórias de todo o mundo inspiraram os alunos e alunas de Gondifelos que iniciaram uma ação concreta: participar na Maratona de cartas da Amnistia Internacional enviando cartas aos dirigentes políticos de países como Madagáscar ou Turquia para que libertem ou retirem queixa sobre ativistas dos direitos humanos.

Este programa enquadra-se no projeto “School of Active Citizens” numa cooperação entre o Agrupamento de Escolas de Gondifelos e a associação YUPI e parceiros internacionais da Roménia, Eslováquia e Polónia, financiado pelo Programa Erasmus + Educação e Formação.

Participe! 


(conheça o programa clicando na imagem)
Abordando uma temática que é de grande relevância no atual contexto da evolução do sistema educativo, é importante a participação de toda a comunidade educativa para o processo de melhoria do serviço que prestamos.

I-City em Badajoz 

O i-City leva mais 8 alunos
a intercâmbio com escolas
de Espanha, Itália, Turquia,
Roménia e Inglaterra,
entre 12 e 18 de Maio.

Na construção da cidade virtual, vão estudar-se as necessidades e o fornecimento dos recursos necessários e as fontes de energia a explorar.

RESUMO DO DIÁRIO

Dia 12
Viagem de avião até Lisboa onde se encontraram com os outros parceiros para a viagem de autocarro até Badajoz.

Dia 13
Organização, trabalho de grupo e conhecimento da cidade.

Dia 14
A passear (Barcarrota) e a jogar (outdoor e energias renováveis) também se aprende.

Dia 15
Continuando a construção da cidade virtual e explorando os trabalho dos diferentes grupos (entre os quais o do AEG - na foto)

Dia 16
Um pézinho em Portugal: exploração da barragem do Alqueva e respetiva albufeira - Energia Hidroelétrica.

Dia 17
Ouvindo os investigadores das fontes de energia renováveis, na Universidade da Extremadura.

ACOMPANHA CLICANDO AQUI

O AEG participou no concurso "Escola Alerta 2019"

Veja aqui (clique abaixo):

- a memória descritiva;

- o trabalho realizado.

Porque não se vota?! 

O Clube Europeu AEG, convidou uma amostra dos eleitores residentes da comunidade envolvente a responder a um questionário para apurar as taxas da eventual participação nestas eleições

Conheça aqui os resultados.

Revista PAA 

revista2017 2018

Login

Online 

Temos 144 visitantes e 0 membros em linha

Scroll to top