Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

Galeria Fotos

Contratação

Votos do utilizador: 3 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela inativaEstrela inativa
 

AutoBarcaInfernoNo dia 8 de maio, pelas 21:30h, no Grande Auditório da Casa das Artes de Vila Nova de Famalicão, os alunos do 8º3 e seus Encarregados de Educação apresentaram, a peça de teatro “Auto da Barca do Inferno”.

Esta peça, do dramaturgo português Gil Vicente, considerado o pai do teatro nacional, foi integrada na mostra concelhia de teatro escolar e surge como resposta ao desafio lançado pela prof. Cristina Nicolau, Diretora desta Turma, tendo como objetivo desenvolver conteúdos e competências no âmbito da disciplina de Português, melhorar a sua oralidade, expressividade e criatividade, ao mesmo tempo que se explorava a sua sensibilidade artística, procurando maximizar os resultados escolares. O trabalho procurou, também, aprofundar o projeto “Os pais vêm à escola – com Cultura”, por forma a promover o envolvimento dos Encarregados de Educação e famílias nas atividades escolares e culturais dos seus educandos, contribuindo assim para os objetivos definidos no Contrato de Autonomia e no Projeto Educativo da escola.

Para a representação desta peça de teatro, os alunos foram encaminhados para o Clube de Teatro, a cargo do prof. Carlos Bom e foi convidada a prof.ª Rosa Dias para assumir a encenação com os pais e alunos. Foi ainda solicitado o apoio do Sr. Rui Leitão, da Associação Cultural “Fértil”, e da prof.ª Ana Silva, de Educação Visual, que “arquitetou” o lindíssimo cenário com o qual o público foi recebido.
Nesta peça de teatro, estiveram envolvidos 22 “atores” (13 Encarregados de Educação e 9 alunos), que ao longo de 8 meses se empenharam, com dedicação, para poderem apresentar com qualidade, todas as personagens desta peça de teatro, referência da literatura e dramaturgia nacionais.
O público, que para além de incluir os familiares dos atores integrou muitos elementos da comunidade educativa, interagiu ao longo da peça com agrado e surpresa, motivando os atores, e no final aplaudiram e louvaram esta iniciativa que, sem dúvida, concretiza o lema da escola: “Voar Mais Alto”.

Scroll to top