Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

A acontecer

Contratação

Votos do utilizador: 5 / 5

Estrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativaEstrela ativa
 

O “Feiticeiro de Oz”, de Victor Fleming, com a inesquecível representação da atriz Judy Garland, foi o filme escolhido para este fim de ano letivo e início de férias. Exibido a 27 de maio, na passada sexta-feira, este filme foi uns dos primeiros a ser produzido em technicolor, técnica que consistia na coloração das fitas.

Baseado no livro infantil de L. Francis Baum, conta a história de Dorothy e do seu pequeno cão, Toto, que são transportados por uma tempestade para uma terra mítica, a terra de Oz. Com saudades de casa, Dorothy tenta voltar ao Kansas, para junto da sua tia Em. Mas para tal, tem de descobrir o feiticeiro da terra de Oz. Ao longo do percurso, faz amizade com três personagens muito curiosos: o Espantalho, que precisa de um cérebro; o Homem de Lata, que anseia por um coração e um Leão Mansinho que carece de coragem. Todos esperam encontrar o feiticeiro, de modo a que este os possa ajudar, antes que a Bruxa Má do Oeste os apanhe. Ao longo do caminho de tijolos amarelos, tiveram de unir esforços e enfrentar inúmeros obstáculos. Essa caminhada acabou por fazê-los compreender que, muitas vezes, o que se procura está dentro de nós. Esta poderá ser uma das ideias a retirar do filme, assim como aquela em que Dorothy diz que “não há lugar como o nosso lar”. Na verdade, o filme valoriza o regresso à Terra Natal e a importância da família.
As músicas, as personagens, as florestas encantadas, o colorido dos cenários e a vivacidade de Dorothy despertaram, certamente, o público presente para lá do arco-íris. Seguramente, alguns ficaram com a canção “Over the rainbow” no ouvido e cantarolaram-na durante o fim de semana. Os mais pequenos, com dificuldades em acompanhar as legendas, estiveram presos ao ecrã e aos encantos de Dorothy e dos seus amigos: o Espantalho, o Homem de Lata e o Leão Temeroso, que souberam respeitar as diferenças de cada um e criaram entre eles uma forte amizade, que combateu as tentativas maléficas da Bruxa Má do Oeste.
A encantar há já 77 anos, este clássico do cinema continua a juntar crianças, adultos, famílias e amigos.
O fim do filme deu lugar à habitual troca de comentários e observações. O diretor do Cineclube de Joane, Vítor Ribeiro, e a convidada especial para esta 5ª sessão de Educar com Cinema, a representante dos pais/encarregados de educação de Outiz, Dª Vera Carvalho, iniciaram o diálogo, que contou com a intervenção do público. Os bolinhos e o chá abriram o apetite e a conversa continuou, já com as pessoas de pé, a confraternizar.
A equipa da Biblioteca Escolar agradece a excelente colaboração e disponibilidade do Cineclube de Joane, que durante este ano letivo nos proporcionou filmes de excecional qualidade. Agradece ainda ao público presente nas várias sessões e a todos quantos contribuíram para a concretização desta iniciativa - “Educar com Cinema” - e aceita sugestões.

Votos de Boas Férias e um até breve!
A Equipa da BE

Turmas 2020-21 

As listas de turmas para
o ano letivo 2020-21
podem ser consultadas
na escola sede.
ATENÇÂO: não poderão
entrar na escola
mais do que quatro
pessoas em simultâneo.

Destaques! 

 

Verão em Segurança - DGS
(PF clique na imagem)

Manuais do 1º ao 9º 

O Ministério da Educação
empresta os manuais
do 1º ao 9º ano.

Por favor, clique aqui
para ver o que fazer.

Os vouchers do AEG
já estão disponíveis

NOTA: a CMVNF continuará a
oferecer as fichas de
atividades referentes ao
1º ciclo (do 1º ao 4º ano)
a serem entregues
no início do ano letivo.

Manuais 2020-21 

Links Educativos 

 

RoteiroMinas1

 

 

 

metis

JuventudeCMVNF

 

FundacaoJuventude

 

 

 

 

 

 

Jornal Escolar 

asas mar2018

Nº 8 - março 2019

asas mar2018

Nº 10 - março 2020

asas dez2019

Nº 09 - dezembro 2019

Login

Online 

Temos 230 visitantes e 0 membros em linha

Scroll to top