Agrupamento de Escolas de Gondifelos

Informações

Ferramentas

Blogs

A acontecer

Contratação

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

No dia 17 de março, a Comunidade Educativa do Agrupamento de Escolas de Gondifelos, representada no seu Diretor e quatro alunos com idades compreendidas entre os três e cinco anos, recebeu com júbilo e estima o Sr. Presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, parceiros e convidados, para a cerimónia inaugural do Jardim de Infância de Gondifelos.


O dia era de festa, já há muito ansiado, sendo digno de registo pelos repórteres da Ícaro TV e comunicação social do concelho, iniciando-se com a receção de boas-vindas pelos pequenitos e pelo descerrar da placa comemorativa. O momento era solene, mas os nossos mestres de cerimónia não conseguiam esconder o seu contentamento e inquietação, pois tinham casa nova, cheia, engalanada e até com cheirinho de pipoca.
À Ovação em uníssono com o descobrir da bandeira da Autarquia, seguiu-se a Bênção pelo Pároco David com o apelo para o “espírito de sabedoria” levando-nos a um breve momento de reflexão, que culminou com a largada de pombas brancas da mãe Ilda, povoando-se desta forma belíssima o céu azul que os olhos dos presentes miravam ora com contemplação ora com euforia.
E foi assim desta forma que entrámos para o hall, começando a visita com grande expetativa, criada pelas ótimas condições do parque de brincadeiras do recreio e do alpendre com as suas colunas em forma de lápis de cor.

Coube à Ana a apresentação da sua sala, turma e trabalho que fazem, onde muito prontamente os colegas ajudaram, pois não era fácil falar de “empreendedorismo”, bem melhor era “ ter ideias”, fazer e cantar. Escada acima, rumo a outra sala, o Francisco acompanhava o grupo e ia apalpando os limões, qual decoração até pareciam ovinhos da Páscoa! Mas o aroma era bem diferente, não era chocolate, o que pairava no ar era mesmo limão. Porta aberta, a Sofia falou do tio, o contador da história daquele dia, o Capuchinho Vermelho com música, uma atividade do Projeto Famílias Leitoras que já tem sementes profícuas e bem enraizadas no Jardim de Infância.
A azáfama dos nossos anfitriões prosseguia e fomos encaminhados para a aula de psicomotricidade que estava a decorrer, constatando a diferença de opiniões que vivamente as crianças expressavam, pois as preferências distribuíam-se pela Atividade Física, pela Natação, pelas Musicalidades e pelas Artes Plásticas. Cada um queria fazer valer o seu gosto e demonstrá-lo, sendo exemplo disso o atelier onde os alunos pincelavam primorosamente as telas com os retratos/fotos do Diretor do Agrupamento, do Presidente da Câmara, do Vereador da Educação, do Presidente da Junta, do Pároco, da Presidente do Conselho Geral.

Todos ficaram encantados com o bom gosto na seleção dos materiais utilizados e com os acabamentos da construção, bem como com a humanização do espaço, já conseguido pelas respetivas educadoras e auxiliares, no pouco tempo em que trabalham neste jardim-de-infância, aproveitando da melhor forma os muitos trabalhos das crianças. Salientaram-se as ótimas condições do edifício, particularmente as condições térmicas e acústicas, conseguindo uma excelente reabilitação da antiga escola de plano centenário.

Já no exterior, deu-se lugar aos discursos do protocolo, salientando-se a importância do passo dado e o contributo de Todos para Todos.

Para o Presidente da Câmara, Dr. Paulo Cunha, esta obra é um exemplo “do novo paradigma daquilo que a autarquia quer fazer daqui para a frente”, ou seja, a estratégia passa agora por reabilitar as escolas existentes, sendo este jardim-de-infância o resultado da recuperação do edifício da antiga escola primária, um investimento municipal de 370 mil euros. É de salientar ainda que no dizer de Paulo Cunha a “escola é um elemento vivo e um fator dinamizador de uma comunidade”, pelo que o contexto de proximidade, de referência com o passado, com a identidade das suas gentes e as excelentes condições para a realização das atividades letivas e extra curriculares são a simbiose perfeita, “a solução magnífica”. Para o Presidente da Junta da União de Freguesias de Gondifelos, Cavalões e Outiz, Sr. Manuel Santos, esta obra já há muito que era esperada e reivindicada pela população, pois era triste ver-se uma escola em degradação. Por isso o dia é especial, “o edifício voltou a ter uma função educativa, foi um sonho que se concretizou”. Por fim, o Diretor do Agrupamento de Escolas de Gondifelos, Dr. Jones Silva, frisou que o Agrupamento aposta seriamente no ensino pré-escolar, pois este ”permite trabalhar um conjunto de regras e competências que são essenciais para os restantes graus de ensino”. No seu entender o dia era de “festa” e esta obra era o que faltava para apoiar o trabalho de excelência que se desenvolve no ensino pré-escolar do Agrupamento, sendo em simultâneo um reconhecimento desse mesmo trabalho.

De seguida, a pequenada fez o remate com chave de ouro mimando os convidados com peças da sua autoria executadas nas aulas de Artes Plásticas e cantando com alegria e satisfação, enquanto os balões multicores paulatinamente subiam ao céu, se apropriavam dele e faziam bonito.

Finalmente e já em plena confraternização, um grupo de funcionários e alunos do Curso Vocacional Mesa Gourmet prepararam uma mesa apelativa e deliciosa, com iguarias e pitéus de requintado sabor, à qual não faltou as Compotas Meia Dúzia, propiciando um momento de degustação e deleite único.
E Festa que é Festa: veio o Bolo a preceito para se cantar os Parabéns!

Links Educativos 

 

RoteiroMinas1

 

 

 

metis

JuventudeCMVNF

 

FundacaoJuventude

 

 

 

 

 

 

Memórias 

memorias

Jornal Escolar 

asas dez2018

Nº 7 - dezembro 2018

asas mar2018

Nº 8 - março 2019

Revista PAA 

revista2017 2018

Login

Online 

Temos 51 visitantes e 0 membros em linha

Scroll to top